Em busca de facilitar o processo de reconhecimento de Arranjos Produtivos Locais (APL’s) em Minas Gerais, o governo estadual, por meio da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), debateu nesta quarta-feira (21) o decreto em construção com o Grupo de Trabalho de apoio às APL's. 

Estiveram presentes o Secretário em exercício da Seedif, Fernando Máximo e representantes do Núcleo de Apoio ao Empreendedorismo e Arranjos Produtivos da Seedif; assessoria jurídica da Seedif; Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA); Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (SEPLAG); Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI); Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG); Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG); e Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismos do Estado de Minas Gerais (FECOMERCIO).

A única legislação em Minas Gerais que trata do setor é do ano de 2008, portanto, o documento visa atualizar a legislação para estimular o mercado. Uma das modernizações previstas é organizar os APL’s de acordo a sua atividade econômica e as suas peculiaridades territoriais.

“Minas Gerais é plural economicamente, territorialmente e nos costumes. Não dá para tratar todas as atividades da mesma forma. A ideia é organizar os APL’s em categorias e trabalhar cada uma individualmente, explorando ao máximo o seu potencial”, afirma Fernando Máximo. 

Outra iniciativa é disponibilizar por meio de sítio eletrônico um formulário para pedido de reconhecimento de APL’s, que deve ser feito pelos empresários interessados. As partes envolvidas estão analisando o documento e voltarão a se reunir na próxima semana.

Sobre APL: é composto por um conjunto de empresas de um segmento produtivo, localizadas na mesma região, trabalhando de forma cooperada e sinérgica. Através da política de reconhecimento, podem ser implementadas ações em diferentes eixos, quais sejam, inteligência de negócios; capacitações gerenciais; estratégias inovadoras de marketing; ações de inovação, pesquisa e desenvolvimento; e internacionalização.